quinta-feira, 12 de março de 2009

A Fábula do Pé Sujo.

Este conto foi escrito em Dezembro de 1999, para meu amigo Ricardo Siciliano como um presente para sua filhinha Carol.Por eu ser pscicótico, fiz uns ajustes finos e aí está. :)


Madrugada de Natal, entre 03:15 e 05:17 da manhã. As ruas desertas e ninguém, além deste que escreve e aquela figura, sentados num bar fedorento da Rua Prado Júnior. Ninguém mais acreditaria. Nem eu mesmo acreditaria em mim.
Uma garoa fina pairava no ar deixando no chão aquelas poças e o aspecto reluzente de algo que acabou de ser limpo. Mas para limpar aquele ambiente, teria que ser muito mais que água benta.
Putas, gigolôs, pequenos meliantes, bêbados, iam e vinham sem parecer notar aquele coelho sentado a minha frente. Ou não acreditavam em seus olhos ou não queriam mais acreditar em coelhinhos... Ele cantarolava baixinho “coelhinho se eu fosse como tú...” Sorriu. Depois o orelhudo sorveu o seu copo de chope de uma golada só.
(Eu)
- Vai com calma cara...
Tinha encontrado com o Coelhinho da Páscoa numa das boates de strip da própria Prado Júnior. O que eu fazia lá em plena noite de Natal não vem ao caso. Mas o fato foi que alguns seguranças queriam enchê-lo de porrada por causa de uma conta que ele se recusava a pagar. Tentei interferir. Apanhamos os dois. Ainda me doía a nuca e um lado das costas. Os três chopes fizeram a dor ir embora rapidamente.
(Coelhinho)
- Calma é o caralho!
(Eu)
- Sem Stress...
(Coelhinho)
- Tá pensando que é fácil? Tens filhos? Uma trepadinha só e vem eles aos montes! Um saco...
(Eu)
- Ei, o que que há velhinho? – Falei imitando um coelho famoso.
(Coelhinho)
– E não vem me falar neste outro “filhodasputa” que faz sucesso e depois esquece da família. Ta lá nos States, com a bunda cheia de... Carrots!
Ele se aproxima de mim e abaixa aquela longa orelha encardida como se tentasse não ser ouvido pelas outras mesas.
(Coelhinho)
– Minha ex-mulher me deixou por causa dele... Um dia peguei os dois na cama. Depois ela veio me dizer “agora sei porque chamam seu primo de Pernalonga...” Mulher é tudo galinha! Cachorra! Vaca!
(Eu)
- Coelha!
Um vulto rotundo se aproxima da mesa. Sua roupa vermelha tem rasgos e esta suja de fuligem. A barba, outrora branca, agora está cinza e macilenta. Ele bate na própria roupa, o pó sobe. O bom velhinho puxa uma cadeira e se joga pesadamente sobre ela. Faz sinal para o garçom.
(Papai Noel)
– Um chope e um Dreyer...
(Coelhinho)
– Fala Santa!
(Papai Noel)
– Me respeita rapaz! Olha minhas barbas brancas!
(Eu)
– Cinzas...
(Coelhinho)
– Porra, Santa Klaus é teu nome!
(Papai Noel)
– Desculpa! É que depois de aturar tantas crianças malas, fico até sem rumo.
(Eu)
- Crianças malas? Vocês dois são inacreditáveis...
(Coelhinho)
– Todo mundo diz isso...
(Eu)
– Não é isso! Vocês estão muito... Muito... Amargurados. Calma lá, vocês são ícones... – Disse com a voz pastosa. Papai Noel me olhou atravessado.
(Papai Noel)
– Meu filho – Coloca a mão gorda sobre mim – És fresco?
O Coelhinho solta uma gargalhada segurando o saco. Na verdade um saquinho. Ele engasga. Seus olhos vermelhos ficam injetados por um momento. Fica sem ar e seu pelo branco começa a ficar vermelho. O bom velhinho dá-lhe um tapa nas costas. Um naco de cenoura aperitivo voa e cai melado sobre o meu colo.
(Eu)
– Eca...
(Coelhinho)
– Foi mal aê... – diz sorrindo meio sem graça.
Papai Noel me encara de novo.
(Papai Noel)
– Vai vir com aquele papo de “espírito de natal”, “nascimento do menino jesus”, “paz na terra”... O caralho! Tudo é grana!
O garçom serve o Dreyer e ele toma de um gole só. Um fio marrom da bebida escorre pela sua barba. Ele limpa a boca com as costas da mão. O bom velhinho aperta os olhos e me encara com um olhar maroto. Vê claramente que não estou convencido. Ele se aproxima de mim, rosto bem próximo, sinto o cheiro de fuligem, roupa velha, suor e Dreyer, tudo junto.
(Papai Noel)
– Ou o que você acha que a criançada falaria de mim se eu não entregasse um presente este Natal? Filho da Puta seria pouco!
O coelho concordava com a cabeça.
(Eu)
– Então qual a recompensa final? O que vocês ganham com tudo isso?
(Coelhinho)
– Você não gostaria de saber.
(Eu)
– Diz... Pode dizer.
(Coelhinho)
– Você não agüentaria a verdade... – Disse ele imitando Jack Nicholson.
Minha vontade foi dar um tapão no pé da orelha do roedor. As chances de errar eram mínimas. Mantive o fair play.
(Eu)
– Diz logo cacete!
Papai Noel ficou de pé. Segurou sua blusa com as duas mãos e como um tarado exibicionista abriu suas vestes, mostrando a tatuagem enrugada entre as banhas brancas. E eu vi. Tudo tinha ficado claro. Isso explicava tanta coisa. Papai Noel balbuciou.
(Papai Noel)
– Merchadising...
Lá estava ele. O símbolo da Nike. Distorcido pelas banhas do velhinho bebum.
(Papai Noel)
– Muito antes do Ronaldinho eles me procuraram. E não é só... Mostra a ele.
O Coelhinho ficou meio constrangido e se pôs de pé também. Ele virou de costas pra mim abanando o rabinho em forma de pompom.
(Eu)
– Qualé mermão... Acho que ainda não bebi bastante para tal aventura...
(Coelhinho)
– Calma rapaz... Relaxa e olha firme... Que só vou mostrar uma vez.
E levantando o pompom, eu vi outra vez. Ali perto da cloaca um “m”. O McDonald’s havia passado por ali.
(Eu)
– Jesus!
(Coelhinho)
– Ele tem contrato com a Microsoft...
(Papai Noel)
– Está é a verdade meu filho. – Disse colocando as mãos nos meus ombros. Tomei o Chope num gole só. Tudo rodava ao meu redor. O coelhinho e o velhinho voltaram a se sentar. Papai Noel fechava seu roupão e o Coelhinho me olhava sacana.
(Coelhinho)
– Acho que você esta precisando de algo forte. Ô amigão! - O coelhinho acenou para o garçom. – Traz um doze anos!
A primeira garrafa sumiu tão rápido quanto a segunda. De futebol, falamos de mulher e na terceira rodada resolvíamos os problemas do mundo. Eles riam das minhas tiradas e davam tapinhas nas minhas costas repetindo: Cara, você não existe! Logo eu? Logo quem diz isso?
Acordei com a água suja que lavava o chão do bar lambendo os meus pés. O sol de Copacabana espantava as putas, os gigolôs, os mendigos e vampiros. Olhei em volta e meus companheiros de noitada haviam sumido na madrugada do Rio. Teria sido um delírio, uma alucinação, um delirium tremis?
Não. Havia uma prova irrefutável. As duas lendas haviam deixado para traz uma senhora conta. Uma fábula!

133 comentários:

Rosangela A. Santos disse...

Poxa vida até eu fiquei triste agora .. tudo não passa de uma mentira .. que envolve só dinheiro??!!!

kkkkkkkkkkk

Adorei o texto e vamos lá tem tudo haver!!!

Abç.

12 de março de 2009 15:07
Renan Barreto disse...

Adorei rsrs Coelhinho da páscoa corno e bêbado, Papai Noel Desiludido. Muito bom mesmo. E realmente o que manda hoje é o marketing. Isso é lei no mundo atual, não tem jeito.

Valeu, muito bom mesmo! E eles existem de verdade... Os patrocinadores.

obs: a piadinha da santa foi a melhor

12 de março de 2009 15:08
Wagner Lopes disse...

Descer uma dose de Dreyer não é pra qualquer um! :D
Abraços

ps: Tive um professor que tb enxergava um influencia de história em quadrinhos no meu trabalho.

12 de março de 2009 15:15
fabioO disse...

bom texto!!!!!

http://parafuso-solto.blogspot.com/

12 de março de 2009 15:53
Caio Coletti disse...

cara, muito bom o texto como sempre... desculpe não poder fazer um comentário mais elaborado, mas morri de rir com seu texto... acontece que a minhas faculdades mentais não estão perfeitas hoje.

abraços
http://filme-pipoca.blogspot.com/

12 de março de 2009 16:00
Alguém disse...

Legal o texto
sempre entro no blog quando tenho tempo

ehehe
valeu

http://turmadobolovo.blogspot.com

12 de março de 2009 16:19
Anne in the sky disse...

Papai Noel e coelhinho da páscoa existem sim...no coração das crianças, que são enganadas =)
Ótimo texto!!!
bjos

12 de março de 2009 16:37
Inforblog disse...

O tal do din din... fazer o q...

12 de março de 2009 16:41
Mafia171 disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk

raxei de rir aqui

12 de março de 2009 18:26
Inez disse...

Como sempre seu texto está excelente.
Tem um selinho pra você no meu blog.

12 de março de 2009 18:26
Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

espero que a carol entenda né?

12 de março de 2009 18:33
Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

vamos lá de novo.

vc não disse que escreveu uma fabula para a filha do fulano?

então eu disse "espero que a fulaninha entenda"

sacou?

12 de março de 2009 18:45
Daniel disse...

“agora sei porque chamam seu primo de Pernalonga...”

kkkkkkkkkkkk

http://danielisso.blogspot.com/

12 de março de 2009 19:11
Marquinhos disse...

coelinhos da páscoa... quem pode confiar neles...

ve a mark urgh:

http://www.markurgh.blogspot.com/

12 de março de 2009 19:24
O Melhor do Metal disse...

Cara, muito bom. O seu texo é d+!

12 de março de 2009 19:28
Drunken Alina disse...

Que mancada!!
Hahuhahuha!!!

12 de março de 2009 19:54
Marcos Vinícius disse...

me lembrou uns amigos da faculdade

12 de março de 2009 23:08
pirosfera disse...

Muito bom

12 de março de 2009 23:31
Inez disse...

Olha eu aqui novamente lendo suas histórias.
Esse texto embora no início pareça um pouco pesado, é lindo, reflete uma realidade que desconhecemos, atrás de personagens maravilhos escondem-se pessoas com problemas, as vezes vidas tristes, cheias de problemas.

12 de março de 2009 23:33
Mente Cuca disse...

Bom, não sei se foi o Ricardo que escreveu um texto muito bom ou se foi você que fez uma ótima adaptação ;P Mas por via das dúvidas, deixo meus parabéns para ambos :D

Gostei bastante ;) Tava esperando esse post...

Espero que continue nos visitando:

BLOG MENTE CUCA
http://mentecuca.blogspot.com/

Grande abraço e sucesso!

13 de março de 2009 00:16
Eu amo a E.Y. disse...

Mais um excelente texto. Gostei da parte que a mulher entende o porquê do outro coelho se chamar Pernalonga.

Aliás, fiquei curioso para conhecer a versão infantil dessa história.

Parabéns pelo texto!

Um abraço!
http://eu-amo-a-ey.blogspot.com/

13 de março de 2009 01:26
Sparrow disse...

Hahaha, sensacional! Muito bom o conto... Followed !

Passa lá no meu para me dar umas sujestões....


Obrigado!

13 de março de 2009 09:31
Giuliana disse...

Eu ja era desiludida com esses tais personagens, mas agora estou até com dó de mim mesma que passei a vida pensando que eles eram cheios de vida e etc!
hahaha

adorei de verdade!
Parabens!

13 de março de 2009 09:46
cahierdemarie disse...

muito bom mesmo!

13 de março de 2009 11:44
JaCoNa disse...

mtu bom! O.o Mtu legal teu blog...jah tinha visitadu, sempre c/ bons posts estas neah?? =D
Bjaum

http://jaconapacheco.blogspot.com/

13 de março de 2009 11:45
Ketlyn Emanuele disse...

ADOREI!!!!

isso ai o mundo é capitalista e antropofágico - parafraseando Oswald de Andrade....
mto bom mesmo...

visite meu blog: www.ketlynl.blogspot.com

13 de março de 2009 12:13
J disse...

Excelente ... realmente muito bom ...

13 de março de 2009 12:44
Gabriel Messias disse...

marketing??? se nao ha marketing nao ha nada... e sem dinheiro na ha um bom marketing.. tudo gira em torno

www.eporaivai.blogger.com.br

13 de março de 2009 13:43
curiosidades disse...

huahuahua

um misto de loucura com humor, adorei, parabens

13 de março de 2009 14:22
CG Filmes Cleiton Guimarães disse...

Muito boa a descrição dos personagens, adorei! Vc escreve muito bem.
Beijinhos!!
http://cgfilmes.blogspot.com/

13 de março de 2009 17:06
Maurício disse...

Esse conto está excelente cara, você tem o dom da escrita,

13 de março de 2009 17:58
Tico disse...

fico devendo um coment melhor

www.maniacoporfutebol.blogspot.com

13 de março de 2009 19:20
Guildz disse...

Hey! Muito bom seu blog! Valeu por ter comentado láh. ESTAMOS CRESCENDO.

falando nisso:

www.tudoegblog.blogspot.com :)

valeu,cara!

13 de março de 2009 19:38
Vivica Bolacha disse...

Tem um presentinho pra ti lá no Damas de Vermelho. Dá uma conferida!

http://damasdevermelho.blogspot.com/

Beijos

13 de março de 2009 20:00
JaCoNa disse...

jah vim aki hj....registrandu visita! =D

13 de março de 2009 20:09
Zulluh disse...

Imaginei o filme na cabeça. hahahaha
Boa demais!!! Eu nunca confiei no Coelhinho, imagina com Santa Klaus junto...

Texto ótimo!!!

Retribuindo a visita.
De Contista para caontista!!!

http://subversoz.blogspot.com

13 de março de 2009 20:23
Gúh! disse...

ah quem nunca acreditou que atira a primeira pedra !


kkkkk


muuito booom

14 de março de 2009 14:28
mat disse...

Seus contos são ótimos!!!!!

14 de março de 2009 14:31
mensageiro disse...

Cara seu blog é muito maneiro vim só pra cumprir tabela más gostei de verdade parabens


http://mensageirosubliminar.blogspot.com/

14 de março de 2009 15:04
Gabriel disse...

Bom texto!
vou voltar aqui sempre

14 de março de 2009 15:18
variedades disse...

Ruim saber q tudo isso nao é verde
hauhauua

gostei mto parabens pelo post

14 de março de 2009 15:56
Gustavo Chagas disse...

Vim retribuir sua visita e agradecer pelo parabéns...gostei muito do texto...


Gusta

14 de março de 2009 16:15
Diego Janjão disse...

rsrsrsrs

caracas,criatidade a tona!

muito loko seu blog cara!

gostei do gad de desaparecidos tb,bem útil...

Parabéns mesmo!

Vistem: JaNjÃo ComicS

14 de março de 2009 16:16
Paloma Piragibe - PP; doisP; doisps disse...

texto maravilhoso como sempre
e o dinheiro que diz como é a essência de um homem...
abs e sucesso

www.doisps.blogspot.com

14 de março de 2009 16:44
KGeo disse...

esse cara é o donnie darko

14 de março de 2009 18:08
JaCoNa disse...

Já passei por akew antes e comentei.... registrandu visita s/ mais nd a acrescentar! ashaushsauhas
;)

xeru

http://jaconapacheco.blogspot.com/

14 de março de 2009 19:06
História Unisal disse...

parabens pelo blog...
continue nesse seguimento...

14 de março de 2009 19:22
abutre236 disse...

Papai noel filho d puta!!!!


Eu tenho pena das crianças que acreditam em certas coisas. Eu pelo menos não lembro de um dia ter acreditado nisso.

O que o Papai Noel falou é certo: Grana é o que importa.

14 de março de 2009 19:38
História Unisal disse...

obrigadah...
sao pessoas como voce é que fazem com nossa vontade de crescer aumente..obrigadah mesmo

14 de março de 2009 19:39
Esconderijo disse...

Po, meu camarada, que bela história. Parabéns pela criatividade e pelo drama dos bons amigos. Gostei da forma como desenvolve o texto.

Um abraço.

http://escondidin.blogspot.com/

14 de março de 2009 22:31
Luis Felipe Blogueiro disse...

texto muito bem escrito, parabéns!!!!

http://www.luisfelipeblogueiro.blogspot.com/

14 de março de 2009 23:12
Então eu pensei... disse...

kkkkkkkkkk
Adoreeiii

Beijo

Elo

http://myonreality.blogspot.com/

14 de março de 2009 23:52
Luan A. Miolo disse...

Pois eh... o meu blog tinha uma direção qndo ele foi criado hauaha, ms dai essa direção foi se perdendo pq eu gosto de fala de tdo um pouco ;p

Agora falando sobre o seu blog...

Criativo vc heinn... gostei mais do post anterior ^^' ms esse tb tah bom =)

Abração .

14 de março de 2009 23:55
Toninho disse...

Cara, vc não existe !! sshuahushas... (roubando a fala dos personagens) hehehehe...

olha sóh, isso jáh eh fato, e muito conhecido... todos sabem que, em meio a tanta magia infantil, sempre rola dinheiro e muito marketing... esse espírito natalino que todos dizem encontrar no "Papai Noel", realmente, eh uma mentira ! Mas de uma coisa eu tenho total certeza... O verdadeiro significado do Natal, ou atéh mesmo a Páscoa éh muito mais profundo e real do que qualquer enganador que exista no mundo !

...Parabéns pelo seu blog, muito bom o seu trabalho !!!

...Ah! Gostaria muito que vc vinhesse ateh o meu blog para comentar sobre sabedoria !! seria muito legal contar com um coment teu no post... desde jah agradeço!
www.tonblogando.blogspot.com

14 de março de 2009 23:57
Vinicius Yuri disse...

Você escreveu isto? Que conto MARAVILHOSO!

Adorei, meeeesmo!!!

Ganhou um seguidor pro blog com esse texto...

http://greenbedroom.blogspot.com

15 de março de 2009 10:55
luiz disse...

cara muito bom
gostei d+++

se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

15 de março de 2009 10:57
INDICOESSE disse...

Nosssssss, vc bebeu hein! hauauauu
Gostei demais do conto!
Todos eles são ótimos, saem da realidade! Espetacular!
Estou loko pra indicar seus contos no meu blog. Gostaria muito de fazer isso! Vc poderia preencher um formulário que tem do lado direito do blog abaixo:
Seria um prazer!
http://www.indicoesseblog.blogspot.com

15 de março de 2009 11:08
kbritovb disse...

hahah mto bom

15 de março de 2009 11:20
Laura Gelbecke disse...

adorei o texto, boas risadas!

15 de março de 2009 11:27
Pedro Amaral disse...

show de bola o texto

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

15 de março de 2009 11:56
றสяส disse...

o.O
papaii noel não existee??
o,O
OMG!!
kkkkkkkkkkk
muuuitooo bom mesmo.
afirmo que um dos melhores contos que jah lii.
*--*

15 de março de 2009 11:56
Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

ok. ok. não vou desenhar...

mas só desta vez.

kkkkkkkkkkkkkkkk

beijos

(repondendo seu comentário no Calcinhas)

15 de março de 2009 12:15
Toninho disse...

hehehe... eu por aki novamente... jah comentei na maioria dos posts... atulize ele mais, que eu volto e deixo a minha marca através de um coment, firmezaa ??

www.tonblogando.blogspot.com

15 de março de 2009 12:27
André Mattos disse...

Muito bom, cara. gostei das referências também. Texto inteligente. Vai nessa!
abraço.

Visita o meu:

http://bemcontar.blogspot.com

15 de março de 2009 12:28
André Mattos disse...

Muito bom, cara. gostei das referências também. Texto inteligente. Vai nessa!
abraço.

Visita o meu:

http://bemcontar.blogspot.com

15 de março de 2009 12:32
fada do biscoito disse...

ME ACABEI AQUI!
To chorando de rir!!
bgs, adoray.

http://biscoitonopote.blogspot.com/

15 de março de 2009 12:54
Robson disse...

Fabulas urbanas entao kkk




http://pensooque.blogspot.com/

15 de março de 2009 12:55
Liipee disse...

é teu ponto de vista certo?
sobre o "Natal" e "Pascoa"?
é o meu também..
tudo pra dinheiro..

o ser humano, nunca pensa nos outros..
apenas em si, até você..
toda vez que temos idéias, não temos idéias pra outras pessoas, mas sempre envolve o 'eu'..
o famoso 'save my ass'..
.é uma merda.
:D


teus textos são ótimos..
meu livro, tomara que tenha todas esses argumentos, mas creio que será mais detalhado !
sei que sou chato, as vezes digo que tem muita coisa, as vezes pouca..
mas esse ae foi ótimo..
só não gostei do modo que tu denominava cada fala, mas tudo bem.


bom, abração e volte sempre !

15 de março de 2009 13:01
disse...

Oie
Não posso citar os Mil Folhas (acho que da Pavelka que está falando, não é)...
Senão saio correndo da dieta e ponho tudo a perder!!!
Conhece os Doces Hungaros????
Mil Folhas perfeita(s)!!!!

15 de março de 2009 13:23
XD Jovem disse...

UAHAUHAUAHUAHAUHA
mto bom! :D

15 de março de 2009 13:27
Verdes Confissões disse...

É, é a bosta do mundo Capitalista em que vivemos que faz com que todos os sonhos puros de uma mente imaginável vão embora pelo esgoto!

Adoreeeeeei o conto, ótimo, ótimo!!
Um beijo!

15 de março de 2009 13:38
Luiz Guilherme disse...

nossa....mto lindo msmo viu.....bem amargo mas lindo d+++

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

vlw

15 de março de 2009 14:03
grupo gauche disse...

Espero que a pessoa que recebeu tenha gostado. ficou muito bom
e o papai noel existeeeeeeeeeeeeeeeeee hahahaha

15 de março de 2009 14:09
kilder disse...

legal o conto, chega a ser triste! parabens pelo blog.

http://comumente-kilder.blogspot.com

15 de março de 2009 14:09
Alan Salgueiro disse...

Marton, dos blogs que até agora visitei foi o único que me fez realmente ter vontade de retornar e me aprofundar nos outros textos!
Um conto leve e crítico, muito inteligente com grandes sacadas de humor também. Interessantíssmimo!
Quanto aos meus Versos Controversos, eles são mesmo assim, polêmicos, reflexivos de alguma forma, sem perder também a leveza, mesmo que ás vezes sejam mais fortes.

Parabéns pelo trabalho!

15 de março de 2009 15:35
Manúh =* disse...

otimo texto realmente tudo tem kee envolver o dinheiro

beejo

www.xisde-xd.com

15 de março de 2009 18:09
Gregory Vancher disse...

Muito bom o texto!
Adorei a face "desiludida" dos símbolos das festividades. A Parte do merchandising também ficou muito boa, só faltou dizer que o Papai Noel também é garoto-propaganda da coca-cola.

http://clik.to/otherside/

15 de março de 2009 18:39
Felype disse...

gosteei *-*
acabo com meus sonhos mais tudo beem zooa hushuasas


http://netculpada.blogspot.com/
aceito parcerias de qualquer gênero/menospornô
acabei de ATUALIZAR!

15 de março de 2009 18:46
•Júnior• disse...

ótimo blog!

http://projeto-kraft.blogspot.com/

15 de março de 2009 18:55
luiz disse...

essa eh muito boa
se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

15 de março de 2009 19:07
jheison disse...

la no meu blog lá... eu naun me lembro de ter apanhado do meu pai, naun me lembro de mais nada dakele dia... hauhauhauahua


outro dia eu posto mais coisas de minha vida lá... abraço!

15 de março de 2009 21:33
A'ZaF disse...

hausashau

vc é mais que psicótico...

quando eu tiver um filho e ele vier pedir presentes e tudo mais, vou mandá-lo ler isso kkkkkkkkkkk

http://paranoiaelucidez.blogspot.com/

15 de março de 2009 21:40
A'ZaF disse...

voltei =D

viva viva

15 de março de 2009 22:06
Duda disse...

kkkkkkkkkk

15 de março de 2009 22:17
Rogerio disse...

bom...

15 de março de 2009 22:52
Ingrid disse...

aioeioeio
adoreii o textooo!

http://marca-de-batom.blogspot.com/

15 de março de 2009 23:18
C. disse...

Curti o texto, volto aqui mais vezes!

www.casadobesouro.blogspot.com

15 de março de 2009 23:26
Leo Pinheiro disse...

Tomara que a filhinhade seu amigo tenha, no mínimo, 35 anos.

Senão crescerá frustrada! rs

16 de março de 2009 00:09
Tiago Sânzio S. Pereira disse...

heahae.. me fez lembrar dois contos bem antigos.. Um do Murilo Rubião que chama Teleco, O coelhinho.. mas é dramático pacarai e outro do Veríssimo chamado Nos Embalos da Carochinha... comédia pura... rs

Parabéns pelo texto!

abs!

16 de março de 2009 01:20
Samuka Marques disse...

caraca... és um gênio! tá desperdiçado na internet!

otima fábula!! rsrsrs... finalmente o realismo na era da ilusão!

16 de março de 2009 01:44
apanhadogeral disse...

hehe. adorei o texto. muito bom. a forma como foi escrita está muito gostosa, apesar de grande passa rápido e cumpre sue papel.

16 de março de 2009 02:19
Dário Souza disse...

Cara a filhinha de seu amigo tinha quantos anos na epoca ??Dependendo da idade, a coitada pode ter ficado traumatizada.

haahauahauahau

16 de março de 2009 03:43
Caroline Bigarel disse...

Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, bares de Copacabana... tudo muito lúdico, mas com pitadas de realismo. Outra vez um texto repleto de subjetividade... e quem as entende, hum!

Adorei.

Um abraço.

16 de março de 2009 08:27
Sparrow disse...

Olá, eu te indiquei para receber o Prêmio Dardos! Pega o selo e as regras lá no meu blog!!

Aquele abraço! E Parabéns ;)

http://dmpclan.blogspot.com/

16 de março de 2009 09:13
KGeo disse...

está é uma historia interesante, mostra que as fábulas n vivem bem

16 de março de 2009 11:07
Pedro Amaral disse...

Show de bola seu blog

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

16 de março de 2009 14:52
KGeo disse...

eu sei que o papai noel se vendeu para á coca-cola

16 de março de 2009 15:17
Gui disse...

Cara que legal esses "contos" muito bom continue assim . www.conexaotoonami.blogspot.com se quiser parceria fala , mas naum deixe de passar aqee

16 de março de 2009 15:30
Vanda disse...

Pra quem gosta de pensar....



hehe

16 de março de 2009 16:07
jaka disse...

Que maldade, desmascarando os sonhos lucrativos das corporações.

16 de março de 2009 16:08
30 e poucos anos. disse...

hahahahahaha ... óóóóóótimo post

16 de março de 2009 16:25
Gui disse...

Olha eu aquee d novo ! Cara você tem que atualizar mais seu blog , mas ainda sim é bem legal o template , e a organização , alem das historias ! quer parceria ?? passa no meu , www.conexaotoonami.blogspot.com

16 de março de 2009 19:38
Nation Animes! disse...

Muito bom o texto,nota 10!

http://nationanimes.blogspot.com

16 de março de 2009 19:51
Junior disse...

AHSAUHSHAUHUSA
(Papai Noel)
– Um chope e um Dreyer...
nossa que texto louco mew, adorei
parabens

16 de março de 2009 22:08
Anônimo disse...

Muito bom !

http://theshadownofdeath.blogspot.com/

16 de março de 2009 23:56
Cássia Barbosa disse...

Madrugada de Natal com Coelhinho da Páscoa???
Confuso, mas interessante...

17 de março de 2009 00:00
Renata, as Magnólias e a Estriquinina. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Louan disse...

Muito bom!!!

http://louanrocks.blogspot.com/

17 de março de 2009 02:02
Flavio DesVínculos disse...

Papai Nik’oel e Coelinho Gates???! Genial... se até nossos sonhos de infância se renderam ao capitalismo, o que falta?! Mostrar Jesus de Hugo Boss cortando o cabelo no Soho no intervalo do Super Bowl...??? enfim... belo texto!!!

17 de março de 2009 08:26
ALISSON disse...

cara me passa umas comus de dvulgaçao aee OO olko 100 e tantos coments

http://uzoto.blogspot.com


Ps* o negocio da comu é serio U.U

17 de março de 2009 18:23
C. disse...

HEUHEUHEEUEHUE
Demais o texto xD

www.casadobesouro.blogspot.com

17 de março de 2009 20:32
Valci Pessoa disse...

Nossa Marton, a muito venho acompanhando seu blog, mas tenho de admitir que essa postagem foi a melhor de todas...
haha, realmente muito boa, parabéns =]
Abs!

18 de março de 2009 06:23
levementeapimentado disse...

Olá Marton, essa é a minha primeira visita ao seu blog, e com certeza vcê agora terá que me aturar sempre!!! hahaah

Nusssssss sem palavras... o texto é muito bom!!! Confesso que até já imprimi aqui no trabalho para poder mostrar aos amigos! :)

Forte abraço e que venham mais histórias como essa!!!

18 de março de 2009 09:14
kilder disse...

passando denovo por aqui!!! otimo dia.

http://comumente-kilder.blogspot.com

18 de março de 2009 11:20
Cássia Barbosa disse...

Obrigada pela visita...
É realmente mt coisa passou batido por ali. Se eu fosse adentrar como queria, o texto ia ficar mt longo e cansativo, visto que é um post de um blog. Agora, se tratando de um livro, com certeza eu ia sim mostrar os conflitos da personagem, e dar mais enfase ao momento dos 2.

18 de março de 2009 18:33
Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador...
Ops! achao que voce fumou bagulho estragado kkkkkk pé sujo na Prado na madruga de natal? perdeu a noção de perigo?
kkkkk
esta com sorte da fabula não acabar no Dp explicando como as cenouras foram parar no saco do papai noel nas suas costas!

18 de março de 2009 18:44
Dani Uzeda disse...

Sensacional seu texto. Adorei mesmo.

Quando eu tiver mais tempo, com calma, venho navegar mais pelo seu blog.

É verdade, leio tanta porcaria nessa blogosfera, que quando acho algo bacana até me admiro.

Além de texto péssimos, horríveis, blogs cafonas, a quantidade de erros de português me faz querer quebrar a tela, ou escrever pros fuanos: vem cá, como vc tem a pachorra de divulgar seu blog? Vai estudar meu filho! Aprende a soletrar primeiro. haha, me revolto, e pior... ainda tenho q fazer um comentário no blog deles, e tento ser neutra, e buscar algum comentario que nao seja um xingamento. haha. tipo... legal vc ter vontade de escrever ja nessa idade. algo assim.

Essa é a tal democracia da tecnologia. O espaço é aberto para todos, sem controle, sem critérios, sem supervisões... e daí para o nosso desgosto esbarramos com 95% de lixo em blogs. O que me dá mais raiva é perder meu tempo, tendo que ler besteiras, baboseiras sem conteúdo. Meu tempo é escasso, e infelizemente para ter visitas no meu blog, me sujeito a isso. Uma pena.

Poderia estar lendo somente blogs como o seu, ou um bom livro, ou trabalhando.

Arg, reclamona, né?!

Q bom que gostou do meu blog.

O pretinho, ahhh deixa. Eu sou uma pessoa discreta. Acho o preto básico, chique e não quero mtas interferências no visual, e sim dar destaque aos textos.

Ufaaa. agora eu q falei demais.

Bjs

Dani

19 de março de 2009 11:10
Yndye disse...

Escreve muito bem.. parabéns amei o texto...

abç

19 de março de 2009 12:20
lorena disse...

coelho e santa klaus junto, q dupla mais sacana, pevertida e amargurada. puta q pariu, coitadas das criancinhas, puros joguetes dinate do capitalismo desenfredao, marketing desalmado. ehehe

segunda vez q venho por aqui e fico bestificada com a qualidade e criatividade dos teus textos hombre. és o cara

=]

19 de março de 2009 15:02
Bruninho disse...

ASOKKSAKOASOKSKOAS .. eu ri do titulo

21 de março de 2009 14:50
André Mattos disse...

Olá, tenho 3 selos pra você

http://bemcontar.blogspot.com/2009/03/selos-pra-que-te-quero.html

21 de março de 2009 19:23
Dani disse...

ai ai... ainda bem que nunca acreditei em coelhinho e papai noel.

acho bobagem das maes colocarem essas ideias na cabeça das crianças.
li uma vez que uma professora tinha sido demitida, pq falou pra uma sala cheia de crianças, que papai noel nao existe.

aushauhsa
imagina a cena.

26 de março de 2009 15:07
Gisela Melloso disse...

ahahahahaha muito bom, mas que bando de doidos, coelhinho, papai noel, vc... ahahahaha
Pernalonga rsrsrsrsrs

Adoro suas hostórias e sua forma de escrever, parabéns!!!

Forte abraço

26 de março de 2009 16:55
Floradas de amor disse...

voltei pra conferir essa tbm e casa vez mais gosto e me divirto lendo o que escreve.
=D

27 de março de 2009 03:47
Pedro Junior disse...

Adorei o teu blog
Voltarei + vzs

27 de março de 2009 12:18
Tolerância Zero disse...

brothe rum dia eu vou te pedir um texto..

27 de março de 2009 12:39
Inez disse...

Uma fábula que reflete a solidão de dois homens numa noite de natal.

28 de março de 2009 23:16
Mafia171 disse...

otimo blog parabens

28 de março de 2009 23:30
prazeranonimo disse...

bem divertido, maso rebuscamento quebra o ritmo. mesmo assim as boas hist´rorioas merecem ser contadas e lidas. parabéns.

28 de março de 2009 23:59
Dig's Pistor disse...

muito bom!!!!
parabéns!!!

31 de março de 2009 14:17
Meury disse...

FATOO.
Mais do que certo, por isso que tento ignorar essas datas...

10 de abril de 2009 22:57
Zone Core disse...

Muito bakana. Gostei desse conto, valeu a pena divulga-lo.

Parabéns ao seu amigo que o fez muito bakana...

11 de junho de 2009 12:21
Anônimo disse...

Fantástico conto.

Vc realmente não existe!
kkkkkkk


beijos

8 de maio de 2013 13:53

Marcadores

3G (1) A Fábula do Pé Sujo (1) A Fábula do Pé Sujo. (1) A Lápide (1) A Tal da Portabilidade (1) A Unidos dos Dois na Sala (1) A Virada do Ano (1) aeromoça (1) aladin (1) Amor a primeira vista (2) amores impossíveis (1) ano novo (1) Arrumação (Em Cadeados) (1) As Cores Dela nas Paredes da Cabeça Dele (1) As Sereias da Estante (1) Assalto (1) assassinato (1) Até que a morte nos separe. (2) avião (1) Bacon (1) barrinha e cereal (1) Bonecas (2) Cabeça (1) cachorro (1) Cadê Deni”zs”e? (1) Caixa Preta (1) caos aéreo (1) carros (1) casa de malucos (1) cereser (1) Céu de Cereal (1) circo (1) Com Deus Só a Vista. (1) concurso (1) construir (1) conto (17) Conto de amor (1) Contos do Rio (4) Copa do Mundo (1) Copacabana (1) Coração Roubado (1) Cortazar (1) cronica (1) Crônica (1) Crônicas (1) desejo (1) Dia de Mãe (1) Dia dos Namorados (2) ditos (1) Do Frio e Branco Azulejo (1) Do Ponto de Vista da Inveja (2) Dos seus saltos (1) Encontros (1) engarrafamento (1) Engolir Palavras (1) espumante (1) Existe Vida após a Morte. (1) fantasia (1) farol (1) Fred (1) Fundo do Poço (1) gênio (1) Ginger (1) Hamburguer (1) humor (6) Idéias (1) Kama $utra (1) lâmpada (1) linchamento (1) luz no fim do túnel (1) Mãe (1) Mãe e Filha (1) manicômio (1) Maradona (1) Marias Chuteiras (1) Me acertou em cheiro (1) menage (1) Mentirinha (1) Mil e uma noites (1) Moleque de Rua (1) Musical (1) O Buraco (1) O Cão de olhos com brilho de diamantes (1) O Engolidor de Palavras (2) O Gênio Ombudsman (2) O Globo (1) O Homem que Não Queria Ir a Copa do Mundo (1) O Que Não é Mais Gente (1) O T da Questão (1) O Último Dia (1) obra (1) Obras (1) orelhão (1) Os cílios postiços dos postes da avenida (1) pão doce (1) Passatempo (1) Pensamento (1) pião (1) poema (7) poesia (6) Portabilidade (2) prosa (1) Quando Ela Perguntou a Ele se estava caindo (1) revertere ad locum tuum (1) rosquinha (1) Saindo do armário (2) Sobre a última Estação. poesia (1) soco (1) sonha-me (1) suruba (1) swing (1) Técnico de Futebol (1) tecnologia (1) Teu Esmalte (1) Teu jogo (1) Top Blog (1) Traição (1) troca de casal (1) trocando de mulher (1) Ursula Andrews (1) Vida (2) vida de cão (1) Vida de Operário (1) Vida. (1) Vingança na carne (1) violência (1)