quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Vida


Ele parou atrás dela. Ficou por um minuto olhando para sua nuca, o desenho do ombro, os cabelos curtinhos.

Ela se virou e o encarou. Ele desviou os olhos. Ela se voltou para frente.

A fila cresceu e se perdeu virando a esquina. Ele tomou coragem:

- Não anda, né?

- O que?

- A fila...

- É.

Pronto. Ele já tinha dado o primeiro passo. Agora só se ela...

- Mas deve andar. Tô aqui faz tempo...

Ele sorriu confiante. Agora era a vez dele.

- A vida é uma fila...

- Como?

- Minha avó dizia isso.

- Humm...

- Nunca entendi muito isso...

- Ah, deve ser no sentido da espera, das buscas, oportunidades...

Ele ficou confuso. Ela orgulhosa com a própria inteligência.

O silêncio não durou quinze minutos.

- Você segura meu lugar aqui um instante? Já volto.

Ela fez que sim com a cabeça e ele dobrou a esquina acompanhando a fila. Voltou carregando laranjas.

- Espero que goste... Trouxe pra gente.

Ela sorriu agradecida. Logo só havia bagaços dentro do saco plástico.

- Agora é sua vez. Já volto...

E ela sumiu acompanhando a fila. Logo voltou com duas garrafinha de água.

- Uma é pra você... – Ele sorriu agradecido. Ela bebeu em goles miúdos.

- Será que pega mal se sentarmos?

- Onde?

- Aqui mesmo... No chão...

Ele titubeou e ela se jogou ao chão como um desagravo. Puxou ele pelo braço que sentou meio sem jeito. Ficaram ali olhando a fila. Trocaram idéias, charmes e por fim beijos. Doces como são os primeiros. Intensos como se fossem os últimos.

A noite chegou e os dois dormiram ali juntinhos. Aos poucos não era mais uma fila, era um mundo deles, rodando numa órbita particular.

Na manhã seguinte a fome chegou e ele saiu e voltou com frutas. Ele teve sede e ela voltou com mais água. Nem falavam com as outras pessoas na fila e apenas desobedeciam a ordem, às vezes mudando de lugar, às vezes ficando lado a lado.

Dias e noites se passaram e a fila se tornou um lar, um abrigo, um refúgio.

- Estou grávida.

Ele sorriu. Era com certeza o segundo melhor dia da vida dele.

Depois tiveram mais três filhos. Logo cresceram, e algumas pessoas reclamaram na fila. Não era normal de uma hora para outra, aqueles furas filas.

E as crianças cresceram e se foram.

- Vou compra água...

- Tem água aqui...

- Você sempre faz isso.

- O que?

- Nunca quer me dar um espaço só meu.

- Quer passar a frente?

- Não, só quero espaço.

Ficaram em silêncio quase dez dias.

Apenas comentários sobre o tempo, uma carta de um dos filhos e sobre a fila.

Um dia ele dormiu. Ao acordar onde ela deveria estar apenas um bilhete, escrito:“Sua avó tinha razão. Só que a fila anda.”

95 comentários:

Um certo caminho... disse...

Isso Daria um Filme!

28 de novembro de 2008 04:27
Vivian Pizzinga disse...

O começo suscita isto: ah, se toda fila fosse assim...
O final suscita isto: hahahahaha!

29 de novembro de 2008 10:22
Menina do Rio disse...

Pois é...a fila sempre anda! Algumas vezes, lenta; outras a gente só percebe quando chegou a vez. Ao menos em algumas filas a vida acontece enquanto se espera...

Um dos mais bonitos textos que li!
Fabuloso!


Um beijo pra tu

3 de dezembro de 2008 20:36
Thomaz Ribeiro disse...

Não sei como ficaria como experiência cinematográfica, mas como conto está ótimo.

24 de janeiro de 2009 15:03
Hellen Taynan disse...

tbm acho q daria uma filme...
legal a história

17 de março de 2009 18:12
Kelly M. Carvalho disse...

simplesmente amei..!!

17 de março de 2009 18:20
Aleatóriamente colorido disse...

Muito boa a história!
Você escreve muito bem, e eu adorei o post anterior!

=)

17 de março de 2009 18:20
Leo disse...

Parabens você tem um dom!

Adorei!

17 de março de 2009 19:15
kbritovb disse...

em legal o texto parabéns

17 de março de 2009 19:17
jaka disse...

gostei do curta...daria uma animaçao...:p

17 de março de 2009 19:24
Pedro Amaral disse...

cara, vc acha q eu ia dexa Beatles de fora? fiz até um post especial, segue o link:
http://theocho888.blogspot.com/2009/03/origem-do-nome-beatles.html

te espero, nos próximos posts, falta um alfabeto inteiro, só falei de bandas com iniciais A e B

17 de março de 2009 19:33
Junior disse...

sauhashusahuas
suas historias sao massas cara

17 de março de 2009 19:47
Mel... disse...

Nossa, muito interessante esse texto... Amei.
A vida realmete é uma uma fila... e graças a Deus (ou não) ela anda.

17 de março de 2009 19:57
Baixe de Graça disse...

Daria um filme mesmo

www.tiobolha.blogspot.com

17 de março de 2009 20:03
Mau ! disse...

Cacilds, texto foda, mano.

17 de março de 2009 21:52
Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador...
Voce conhece uma musica chamada "sinal fechado" acho que é do Paulinho da Viola...
"Ola como vai... tudo bem eu vou indo... "
Sua historia me lembrou essa musica...
Boa, muito boa mesmo.
Vou voltar mais vezes.

17 de março de 2009 21:53
williamenflu disse...

A fila anda, a vida é uma. Uma hora chega a sua vez, seus méritos e batalhas são recompensadas.

abraço

17 de março de 2009 21:58
Ingrid Correia disse...

Isso , dária um BELO de um filme.
Achei perfeito a forma com que foi colocado a vida.
Representada, atravez de uma fila.
Onde passam pessoas na frente, e entram e saem pessoas.
E é tudo realmente assim que é.
Enfim , adorei mesmo .
Beijos..

decodeeee.blogspot.com

17 de março de 2009 22:01
Mariana disse...

Ah, adorei! Um texto bem legal e criativo! Beijo

17 de março de 2009 22:05
Rodrigo disse...

ahuahau bah, cara faz um curta metrageem nem que seja pra por no youtube, ou entao usa o recurso das animaçoes, tah tri as historias!

Posso seguir o blog??

http://srbolivar.blogspot.com/

17 de março de 2009 22:36
Rogerio disse...

legal...

17 de março de 2009 22:43
Tiago Sânzio S. Pereira disse...

Rapaz!!! Gostei demais desse texto!! De verdade mesmo!!!

Linkarei em meu blog!
Muito talento...

Passei em teu buteco. Espero que consiga transformar em livro.

abs!

17 de março de 2009 22:53
Igor Pinheiro disse...

Parece chato ficar falando: "Ah, que legal, esse blog".
Mas é bom mesmo e você escreve muito bem.
O final dos textos sempre me agradam muito e esse não foi diferente.
Parabéns...

17 de março de 2009 23:31
Crespi disse...

valeu pela critica
eh q assim eu tento nao escrever muito para nao ficar cansativo para o leitor
abordo basicamente os assuntos
claro posso voltar a falar nesses assuntos futuramente!!!
mas da uma passada la de vez em qndo
amanha vai ser algo sobre a capacidade dos animais ou curiosidades sobre animais
http://t-crespi.blogspot.com
vlw

17 de março de 2009 23:33
Ronin Becker disse...

Mt bom.. voltarei sempre!

18 de março de 2009 00:02
Leo disse...

Gostei do texto!
Da forma com que aconteceram, os elementos. Perfeito!

18 de março de 2009 00:39
Gabriel Messias disse...

muito interessante mas resumindo é que a flia anda... kkkk
e tem vez que dependendo ela nao anda mas ela corre.. valew

www.eporaivai.blogger.com.br

18 de março de 2009 00:53
Kyone Akami disse...

A fila anda, é :/
E a gente vive na fila, pra no fim só se decepcionar XD
é, sou pessimista XD
Muito bom o texto, está de parabéns ;D

18 de março de 2009 01:55
Elefante terrorista disse...

A vida é uma fila!

Fato!

Uma hora chega a nossa vez!

18 de março de 2009 02:17
Eu amo a E.Y. disse...

Nobre Martons, sensaciona a forma como você coloca todo o desgaste do casal, isso tudo em uma fila (!!!!), esse foi o toque genial, a ambientação da história. Parabéns!

18 de março de 2009 02:23
Eu amo a E.Y. disse...

Dois erros de digitação, seu nome saiu com um S a mais, que era o da palavra seguinte, que ficou sem o L final.

Perdoe o meu lapso. É o adiantado da hora.

18 de março de 2009 02:24
C. disse...

ótima história!
Daria realmente um bom filme :D

www.casadobesouro.blogspot.com

18 de março de 2009 06:19
palavraacida disse...

Um jeito bem legal de escrever, parabéns hein? Gostei demais... Você poderia mandar um links para os links da semana um dia desses...

18 de março de 2009 11:55
Tom CoyoT disse...

Realmente não dá pra esperar muito
no dia depois de amanha a gente vai ter certeza que nossas avós estavam certas

18 de março de 2009 12:09
kilder disse...

legal o texto!!! boa sorte!!!

18 de março de 2009 13:48
Piink Funky disse...

Amey, cara eles tiveram filhos na fila ashuahsuhasuhasus

acho q vc vai gostar do meu blog, ele é um livro online, onde todo dia eu posto um capitulo ;*
http://umolharnegro.blogspot.com/

18 de março de 2009 13:50
Pedro Amaral disse...

daria um filme[2]

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

18 de março de 2009 14:26
Mel... disse...

Lindo... Muito bem pensado.

18 de março de 2009 14:26
Ingrid disse...

ain muito lindo cara!
*-*
é a fila anda mesmo!
:]

[link]http://marca-de-batom.blogspot.com/[/link]

18 de março de 2009 14:27
Lucas Alsil disse...

gosto disso !

18 de março de 2009 14:43
Cáah disse...

lindo,lindo!!!
fui montando as cenas em mente, enquanto lia.
bacana mesmo
=]


http://nadadelicada.blogspot.com/

18 de março de 2009 14:45
Rodrigo disse...

Olha eu aqui denovo!!

Jah sou seguidor!

Uma hora faz uma historia medieval??


http://srbolivar.blogspot.com/

18 de março de 2009 15:24
Biia disse...

Uma linda história, com um final, que hoje em dia, é comum.
Adorei'
Parabéns; pequenashadas.blogspot.com

18 de março de 2009 16:24
Fábio Caldeira disse...

Gostei muito do seu blog, você escreve muito bem!
Vou sempre dar uma passadinha por aqui de agora em diante :}

18 de março de 2009 16:28
Nathália disse...

wow, muito legal o conto!
nunca tinha ouvido isso, que a vida é uma fila. ótimo final, parabéns!

18 de março de 2009 16:28
visitemongohelson disse...

É... realmente, a fila anda. Mas também quando empaca, empaca de vez, fica difícil de andar... você acaba perdendo muita coisa por estar a anos na mesma fila!

18 de março de 2009 18:27
Pedro Amaral disse...

muito vom mesmo a história ai

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

18 de março de 2009 18:33
keroj disse...

adorei mesmo,nunca vi nada tão simples ser tão bonito.Parabéms

18 de março de 2009 19:40
Flávia disse...

CARACA! Que mulher 'feladamãe'!
Pobre homem, perdeu a grande chance de ter ficado quieto!!!
Mas liga não, a fila anda ;D

18 de março de 2009 20:40
Caroline Mendes disse...

Também concordo com muitos: daria um filme! XD

Muito logal seu jeito de esrever, dá pra prender o leitor durante toda a postagem!

Parabéns pelo blog!

18 de março de 2009 21:06
Mogui ; disse...

essa história me lembrou o filme Closer-perto demais.. uma história meio sem nexo, mas muito romantica sabe? adorei :D
beijão"

18 de março de 2009 21:14
Pedro Amaral disse...

muito boa a história, show de bola

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

18 de março de 2009 22:33
Tiago Sânzio S. Pereira disse...

comentei no outro texto, mas não sei se vc viu! Gostei demais da sua história de Bar! Espero que consiga desenvolver o livro!

grande contista!

abs!

18 de março de 2009 22:37
INDICOESSE disse...

Fazendo sucesso aiii!!!
Parabéns!

18 de março de 2009 22:37
Léo disse...

Cara vc é muito bom, sou seu fã

http://eitavidameu.blogspot.com/

18 de março de 2009 22:50
Ana Gabi disse...

A fila anda pra quem se valoriza e sabe que merece mais!


Show de bola o trocadilho!

18 de março de 2009 23:48
mateusbonez disse...

Muito bom, adorei.

http://tiomah.blogspot.com/

19 de março de 2009 00:44
╬ Nothing has sense ╬ Felipesfr disse...

bah... muito bom..

a realidade da vida.. perfeito..

gostei de mais

19 de março de 2009 00:59
Moderador█▄▄▄█▄▄▄█ disse...

essa história me lembrou um filme.

Blz de Blog, valeu.

19 de março de 2009 01:04
Joshua disse...

O começo é do CARALHO o final muito ruim, como toda historia real. Primeiro a alegria, depois a dor. Não poderia ser o contrário?

Abcs

19 de março de 2009 01:30
Manúh =* disse...

adorei demais *_*

li até o final...
daria um filme com crtza e eu ia kerer assistir no começo não entendi mt bem mais logo percebi kee é um texto magnifico \o/

beejo

19 de março de 2009 07:52
Millena Moderadora disse...

Parabéns pelo blog!
Criativo e inteligente.
Se puder,visite o meu.
TE CUIDA!!!!
BOA QUINTA PRA TI!!!!

19 de março de 2009 08:32
J disse...

Assombrosamente bom, meus parabéns.

Voltarei para ler mais coisas.

19 de março de 2009 10:24
J. C David disse...

eu não tenho sorte de uma fila como essa...oh..quem sabe um dia.

19 de março de 2009 11:20
jaka disse...

ja li esse texto, mas pra nao dizer que gostei novamente dele, vou dizer sobre o seu layuout, acho ele um dos mais feios do blogspot, talvez por ser um dos mais usados, ou sei la.. hahaha, abraço;

19 de março de 2009 11:29
lorena disse...

rapaz, q texto é este?
a gnte começa a ler e não dah nada por ele, mas o desenrolar e o fim são uma beleza.

concordo com o moço, dava ateh filme homem.

ow talento este seu. criatividade mosntra

abraços
=]

19 de março de 2009 12:27
PHeu* Liz disse...

a fila é uma vida que anda,..
Hum, depende do protagonista,...
Pra Niet a vida é como uma dança, só vive quem se movimenta...
no mais as pessoas vivem como mortas!!!

19 de março de 2009 12:41
Marcelo Leite disse...

filmão :P

19 de março de 2009 12:52
Rodrigo disse...

mais uma vez eu aqui ^^
a postagem eh a mesma ainda mas eu continuo postando!

eu postei uma nova tirinha lah olha lah e me diz o que achou ;D

http://srbolivar.blogspot.com/

19 de março de 2009 14:58
disse...

´E lindo até a ultima frase.... gosto de finais felizes, a fila não deveria mais andar para eles
rsrsrsrsrs

19 de março de 2009 15:15
luiz disse...

pow vai vira filme,
muito bom
xD

se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

19 de março de 2009 15:20
Michel Domenech disse...

Muito bom o texto, parabéns de verdade. Não gosto desse termo "a fila anda" me soa meio como modismo ou algo impensado, o significado é verdadeiro, o nome é que me desagrada. Mas é verdade, pessoas surgem, marcam nossas vidas de uma forma muitas vezes indelével e se vão, guardamos as coisas boas que delas aprendemos e vamos adiante, mais à frente encontraremos outrem e aprenderemos novas e importantes coisas, é assim que vejo. Um abraço.

19 de março de 2009 17:39
Arlequim disse...

ótimo ótimo ótimo ÓTIMO!
Isso daria um filme mesmo.. rs
Muito bom.
Parabéns!
Beijos

19 de março de 2009 18:13
ana disse...

Mas deu a entender que eles permaneceram parados na fila, apesar de vierm os "fura-filas"...pra onde ia a tal fila? A vida era só agua e frutas? por isso que a moça saiu da fila...

19 de março de 2009 19:18
Olhar 38 disse...

boa a historia, um acertinho aqui um ali e realmente fica bom!

19 de março de 2009 23:10
Airton disse...

opa
bom texto...
bem legal o blog....

parabens pelo sucesso

19 de março de 2009 23:16
ederdbz disse...

vlw pelo toque no meu blog (CINEMA E PIPOCA), realmente tinha esquecido de colocar o nome dela, como todos a conhecem... gde abraço e volte sempre lá

19 de março de 2009 23:21
Carlos Vin disse...

Cara, daria um otimo Curta

As metaforas são bem bacanas e o gostei muito do desfecho.

Roteirize esse seu texto cara e tente produzir... É, tem algumas passagens do texto que seria foda produzir, mas poderia ficar bem bacana....

Um abraço, cara! Parabens!

19 de março de 2009 23:21
Junior disse...

Tipo, desculpa pela demora aqui pra responder
eu tava lendo outros posts
e repito aqui d enovo, suas historias sao demais
shaushua
me divirto demais com elas
principalmente aquela do coellho e do papai noel

19 de março de 2009 23:28
Dani disse...

" a fila anda", parece frases de efeito mas é mais do que verdade né?
rs



http://nadadelicada.blogspot.com/

19 de março de 2009 23:39
Morgana disse...

Que liindo *-*
Historia fascinante;
o fim foi o mais legal de tudo *-*
Se der passa aE;
http://www.blogfadasininho.blogspot.com/

20 de março de 2009 10:33
luiz disse...

d++
muito bom
se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

20 de março de 2009 10:41
†YaGo-SaN† disse...

Ha! Gostei do finalzinho! xD
abraços!

http://wallnosekai.blogspot.com/

20 de março de 2009 10:44
Ingrid disse...

Essa historia daria um filme mesmo, muito linda, mta criatividade hein!
parabens!
:]

20 de março de 2009 13:29
garra disse...

ja tinha vindo
xD

se puder
http://sonabrisa.nomemix.com/

20 de março de 2009 13:47
Coisas de Andinho yankee disse...

bela hstoria..
boa mesmo...

20 de março de 2009 16:13
anaiar disse...

Que estória e roteiro bem bolado, realmente daria um filme... e nos faz pensar em várias coisas...
Encontros e deseencontros cotidianos, o jogo da conquista, o amor depois da rotina... "a vida é uma fila" muito bom!! Parabéns!!!

Passa lá?!

www.salivando.wordpress.com

Blog de discussões comportamentais dos universos feminino x masculino - A sua saliva faz a diferença!

GALERA, o SALIVANDO ficou entre os 7 finalistas do CONCURSO ONBLOG, aproveita e dá uma força, vota lá... www.onblog.zip.net

Abraços!!

20 de março de 2009 16:19
30 e poucos anos. disse...

Caraca...que idéia vc teve...muito bom

20 de março de 2009 16:33
angela disse...

parabens

pelo texto e pelo blog
bm legal
xD~

20 de março de 2009 16:48
Anônimo disse...

lindo...

20 de março de 2009 18:50
Online na web disse...

Esta história dá um bom filme, rsrs.
Abraços

http://online-naweb.blogspot.com

20 de março de 2009 18:51
Pedro Amaral disse...

muito bom

visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com

20 de março de 2009 19:03
Patty (PPM) disse...

OI Marton! Gostei demais desse seu post; parabéns pela desenvoltura com que consegue desenvolver um texto, e principalmente prender a atenção do leitor. Muito bom mesmo! Agradeço também pela visita que me fez la´no VENTURAS..., volte sempre que quiser, será um prazer. Já que me confessei assim tão encantada com seu modo de escrever, me torno uma das mais novas seguidoras deste seu blog, certo? (rsss) Bjo

20 de março de 2009 19:48
palavras ao vento disse...

quando as coisas acontecem de maneira natural e sempre bom....numa fila e conhecer uam pessoa....

http://verdadesentrementiras.blogspot.com

20 de março de 2009 21:15
JOYCE disse...

DESSA VEZ EU CHOREI MESMO... LEMBRANÇAS DE UM PASSADO NÃO MUITO DISTANTE!

19 de fevereiro de 2012 18:33

Marcadores

3G (1) A Fábula do Pé Sujo (1) A Fábula do Pé Sujo. (1) A Lápide (1) A Tal da Portabilidade (1) A Unidos dos Dois na Sala (1) A Virada do Ano (1) aeromoça (1) aladin (1) Amor a primeira vista (2) amores impossíveis (1) ano novo (1) Arrumação (Em Cadeados) (1) As Cores Dela nas Paredes da Cabeça Dele (1) As Sereias da Estante (1) Assalto (1) assassinato (1) Até que a morte nos separe. (2) avião (1) Bacon (1) barrinha e cereal (1) Bonecas (2) Cabeça (1) cachorro (1) Cadê Deni”zs”e? (1) Caixa Preta (1) caos aéreo (1) carros (1) casa de malucos (1) cereser (1) Céu de Cereal (1) circo (1) Com Deus Só a Vista. (1) concurso (1) construir (1) conto (17) Conto de amor (1) Contos do Rio (4) Copa do Mundo (1) Copacabana (1) Coração Roubado (1) Cortazar (1) cronica (1) Crônica (1) Crônicas (1) desejo (1) Dia de Mãe (1) Dia dos Namorados (2) ditos (1) Do Frio e Branco Azulejo (1) Do Ponto de Vista da Inveja (2) Dos seus saltos (1) Encontros (1) engarrafamento (1) Engolir Palavras (1) espumante (1) Existe Vida após a Morte. (1) fantasia (1) farol (1) Fred (1) Fundo do Poço (1) gênio (1) Ginger (1) Hamburguer (1) humor (6) Idéias (1) Kama $utra (1) lâmpada (1) linchamento (1) luz no fim do túnel (1) Mãe (1) Mãe e Filha (1) manicômio (1) Maradona (1) Marias Chuteiras (1) Me acertou em cheiro (1) menage (1) Mentirinha (1) Mil e uma noites (1) Moleque de Rua (1) Musical (1) O Buraco (1) O Cão de olhos com brilho de diamantes (1) O Engolidor de Palavras (2) O Gênio Ombudsman (2) O Globo (1) O Homem que Não Queria Ir a Copa do Mundo (1) O Que Não é Mais Gente (1) O T da Questão (1) O Último Dia (1) obra (1) Obras (1) orelhão (1) Os cílios postiços dos postes da avenida (1) pão doce (1) Passatempo (1) Pensamento (1) pião (1) poema (7) poesia (6) Portabilidade (2) prosa (1) Quando Ela Perguntou a Ele se estava caindo (1) revertere ad locum tuum (1) rosquinha (1) Saindo do armário (2) Sobre a última Estação. poesia (1) soco (1) sonha-me (1) suruba (1) swing (1) Técnico de Futebol (1) tecnologia (1) Teu Esmalte (1) Teu jogo (1) Top Blog (1) Traição (1) troca de casal (1) trocando de mulher (1) Ursula Andrews (1) Vida (2) vida de cão (1) Vida de Operário (1) Vida. (1) Vingança na carne (1) violência (1)