sábado, 26 de janeiro de 2013

Sonha-me





Meu sonho voa alto lá pro sétimo andar
Meu sonho fala alto que é pra te acordar
Se por acaso o sonho é falso
Verdadeiro é o fato dele te sonhar


Sonha-me se é possível
Se tem coragem de me conjugar
Abre teu verbo novo de boca larga
E beija o desejo torpe que imaginar



Meu sonho te acorda pra ele dormir

Meu sonho é de acordo com o que sair

Se por ventura o sonho é tolo
Sabido é o fato dele caber no teu fingir



Sonho-me o teu desejo

Covarde que se esconde em todo lugar

Sem rosto, carne ou a boca que conseguir
E beija a vontade louca de todo par



A par do seu sonho

O par de seu sonho

que é sonho de par
Dois é melhor de sonhar




Para ouvir: http://vocaroo.com/i/s0EfkrHzzWkt
Foto: Gaivota de papel de Marton Olympio

4 comentários:

Claudia Alvarez disse...

Me emocionei. Parabéns pela sensibilidade.

26 de janeiro de 2013 23:09
Anônimo disse...

Vc já teve a sensação de ter visto um filme? Pela razão em que, entre tantos, o roteiro, as personagens e o contexto se encaixam perfeitamente?
Encaixam... encaixam....
Vc não existe.... existe???
bjos, bjos, bjos

28 de janeiro de 2013 01:29
CAIS DO ORIENTE disse...

Um sonho sonhado por dois é muito melhor !!
Lindo poema, menino sonhador e poeta !!
Beijos, e ótimos sonhos, sempre !!

Nádia

28 de janeiro de 2013 15:19
Sabrina disse...

Lindo!! Adorei!!

2 de março de 2013 20:38

Marcadores

3G (1) A Fábula do Pé Sujo (1) A Fábula do Pé Sujo. (1) A Lápide (1) A Tal da Portabilidade (1) A Unidos dos Dois na Sala (1) A Virada do Ano (1) aeromoça (1) aladin (1) Amor a primeira vista (2) amores impossíveis (1) ano novo (1) Arrumação (Em Cadeados) (1) As Cores Dela nas Paredes da Cabeça Dele (1) As Sereias da Estante (1) Assalto (1) assassinato (1) Até que a morte nos separe. (2) avião (1) Bacon (1) barrinha e cereal (1) Bonecas (2) Cabeça (1) cachorro (1) Cadê Deni”zs”e? (1) Caixa Preta (1) caos aéreo (1) carros (1) casa de malucos (1) cereser (1) Céu de Cereal (1) circo (1) Com Deus Só a Vista. (1) concurso (1) construir (1) conto (17) Conto de amor (1) Contos do Rio (4) Copa do Mundo (1) Copacabana (1) Coração Roubado (1) Cortazar (1) cronica (1) Crônica (1) Crônicas (1) desejo (1) Dia de Mãe (1) Dia dos Namorados (2) ditos (1) Do Frio e Branco Azulejo (1) Do Ponto de Vista da Inveja (2) Dos seus saltos (1) Encontros (1) engarrafamento (1) Engolir Palavras (1) espumante (1) Existe Vida após a Morte. (1) fantasia (1) farol (1) Fred (1) Fundo do Poço (1) gênio (1) Ginger (1) Hamburguer (1) humor (6) Idéias (1) Kama $utra (1) lâmpada (1) linchamento (1) luz no fim do túnel (1) Mãe (1) Mãe e Filha (1) manicômio (1) Maradona (1) Marias Chuteiras (1) Me acertou em cheiro (1) menage (1) Mentirinha (1) Mil e uma noites (1) Moleque de Rua (1) Musical (1) O Buraco (1) O Cão de olhos com brilho de diamantes (1) O Engolidor de Palavras (2) O Gênio Ombudsman (2) O Globo (1) O Homem que Não Queria Ir a Copa do Mundo (1) O Que Não é Mais Gente (1) O T da Questão (1) O Último Dia (1) obra (1) Obras (1) orelhão (1) Os cílios postiços dos postes da avenida (1) pão doce (1) Passatempo (1) Pensamento (1) pião (1) poema (7) poesia (6) Portabilidade (2) prosa (1) Quando Ela Perguntou a Ele se estava caindo (1) revertere ad locum tuum (1) rosquinha (1) Saindo do armário (2) Sobre a última Estação. poesia (1) soco (1) sonha-me (1) suruba (1) swing (1) Técnico de Futebol (1) tecnologia (1) Teu Esmalte (1) Teu jogo (1) Top Blog (1) Traição (1) troca de casal (1) trocando de mulher (1) Ursula Andrews (1) Vida (2) vida de cão (1) Vida de Operário (1) Vida. (1) Vingança na carne (1) violência (1)