quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Caixa Preta


Quem cala o desejo, 
morre num caco de lampejo
falece como gota no azulejo

Quem castra a vontade
envelhece em rugas sua mocidade
enterra no lixo a saciedade


arreganha teu pacote
tudo que foi te dado
escancara sua caixa
o que é nosso tá guardado

Quem cala sua sede
nem prova da taça que bebe 
vive apenas o tempo que perde

Quem não cultiva o vício
Morre engatinhando no princípio
Não curte a queda só o fim do precipício

rasgo teus pacotes
tudo que foi me dado
me entranho em sua caixa
o que é nosso tá guardado







Caixa preta
Caixa de pandora  Encaixa certa
Caixa que adora





Foto: Náufrago - by Marton Olympio

2 comentários:

Schueler disse...

Como me faz bem os textos desse cabra!
Parabéns, Martão.
Vc continua uma delícia de se ler.
Grande abraço.

20 de fevereiro de 2013 12:43
CAIS DO ORIENTE disse...

Menino poeta!!!
Todos temos segredos,vícios,desejos...
Vc sabe poetizar, e tudo fica mais suave, terno, bonito, através das suas palavras,e sensibilidade.
Como sempre, um poema LINDO !!!
Beijos
Nádia

20 de fevereiro de 2013 15:00

Marcadores

3G (1) A Fábula do Pé Sujo (1) A Fábula do Pé Sujo. (1) A Lápide (1) A Tal da Portabilidade (1) A Unidos dos Dois na Sala (1) A Virada do Ano (1) aeromoça (1) aladin (1) Amor a primeira vista (2) amores impossíveis (1) ano novo (1) Arrumação (Em Cadeados) (1) As Cores Dela nas Paredes da Cabeça Dele (1) As Sereias da Estante (1) Assalto (1) assassinato (1) Até que a morte nos separe. (2) avião (1) Bacon (1) barrinha e cereal (1) Bonecas (2) Cabeça (1) cachorro (1) Cadê Deni”zs”e? (1) Caixa Preta (1) caos aéreo (1) carros (1) casa de malucos (1) cereser (1) Céu de Cereal (1) circo (1) Com Deus Só a Vista. (1) concurso (1) construir (1) conto (17) Conto de amor (1) Contos do Rio (4) Copa do Mundo (1) Copacabana (1) Coração Roubado (1) Cortazar (1) cronica (1) Crônica (1) Crônicas (1) desejo (1) Dia de Mãe (1) Dia dos Namorados (2) ditos (1) Do Frio e Branco Azulejo (1) Do Ponto de Vista da Inveja (2) Dos seus saltos (1) Encontros (1) engarrafamento (1) Engolir Palavras (1) espumante (1) Existe Vida após a Morte. (1) fantasia (1) farol (1) Fred (1) Fundo do Poço (1) gênio (1) Ginger (1) Hamburguer (1) humor (6) Idéias (1) Kama $utra (1) lâmpada (1) linchamento (1) luz no fim do túnel (1) Mãe (1) Mãe e Filha (1) manicômio (1) Maradona (1) Marias Chuteiras (1) Me acertou em cheiro (1) menage (1) Mentirinha (1) Mil e uma noites (1) Moleque de Rua (1) Musical (1) O Buraco (1) O Cão de olhos com brilho de diamantes (1) O Engolidor de Palavras (2) O Gênio Ombudsman (2) O Globo (1) O Homem que Não Queria Ir a Copa do Mundo (1) O Que Não é Mais Gente (1) O T da Questão (1) O Último Dia (1) obra (1) Obras (1) orelhão (1) Os cílios postiços dos postes da avenida (1) pão doce (1) Passatempo (1) Pensamento (1) pião (1) poema (7) poesia (6) Portabilidade (2) prosa (1) Quando Ela Perguntou a Ele se estava caindo (1) revertere ad locum tuum (1) rosquinha (1) Saindo do armário (2) Sobre a última Estação. poesia (1) soco (1) sonha-me (1) suruba (1) swing (1) Técnico de Futebol (1) tecnologia (1) Teu Esmalte (1) Teu jogo (1) Top Blog (1) Traição (1) troca de casal (1) trocando de mulher (1) Ursula Andrews (1) Vida (2) vida de cão (1) Vida de Operário (1) Vida. (1) Vingança na carne (1) violência (1)