domingo, 8 de fevereiro de 2009

Kama $utra


- Me beija.
Os dois deitados. A casa em perfeito silêncio. Noite.
O beijo começou leve e em pouco tempo ganhou contornos mais densos. Ela parou.
- Putz... A escola da Maria Clara...
- O que?
- Não paguei... Esqueci por completo... Deixei ali perto do computador e esqueci.
- Paga on line...
Ela levantou e sumiu para fora do quarto.
Ele ficou olhando o nada na escuridão pensando em temas que segurassem sua ereção. Não deu. Ela voltou.
- Pagou?
- Sim, acho que sim... Amanhã era mais 10%...
- Hummm....
Ela deitou e ficaram por um minuto olhando o teto.
- Me beija...
Selinho. Língua. Ela ficou rapidamente molhada. Ele sempre tinha este efeito sobre ela.
- Ouviu isso?
- Não...
Ficaram olhando na escuridão na direção da baba eletrônica. Tosse e um choramingo. O aparelho pisca.
- Vou lá ver...
- Deixa que eu vou.
Ele levantou e saiu do quarto. Ela ficou na escuridão, atenta ao diálogo dele com o filho no outro quarto. Ele falava como se um adulto o ouvisse.
Quando ele voltou, ela estava sentada na cama.
- Que cara é essa?
- Ele dormiu?
- Sim... Deve ter sido só um pesadelo... Mas que cara é essa?
- A gente tem que levar ele de novo naquele médico...
- Eu sei... É só eu receber que eu levo.
- O que será esta tosse?
Ele deitou sem responder. Sabia que nenhuma resposta seria suficiente.
- Deita.
Ela apenas deixou seu corpo escorregar para baixo do edredom. Os dois bocejaram quase ao mesmo tempo.
- Me beija.
Ficaram ali se beijando, acariciando, tentando encontrar novidades. Estavam quase prontos.
Ele parou.
- O carro ficou pronto...
Ela distraída com o beijo continuou. Repentinamente parou também.
- Porque lembrou disso agora?
- Porque se pegar o carro, não tem grana pro médico...
Ela sentiu seu seio perder a rigidez ainda nas mãos dele.
Ficaram se entreolhando. Aquele papo mental de casal.
- Você podia pedir pra sua mãe...
- Nem pensar!
Falaram quase juntos. Sorriram por um adivinhar o pensamento do outro.
- Pegando o carro tem que ligar pro carinha do seguro...
- E daqui a dois meses tem que separar a grana do IPVA...
- Tem que passar dinheiro pra conta...
- O especial... Já tô de novo no especial.
Um imenso silêncio invadiu o quarto dos dois que agora partiam distantes para seus pensamentos. As frases flutuavam sem direção pelo ar. Eco. De já vu. Mais do mesmo.
Longe um do outro e o desejo perdido em algum lugar.
Ela ainda pensou nas compras. Ele lembrou de pagar a pelada de quinta.
Ela virou de bruços e abraçou o travesseiro e ele de imediato colocou a perna sobre ela. Bocejaram outra vez juntinhos e se entregaram ao sono.
Depois de tantas posições, estavam exaustos.

13 comentários:

Menina do Rio disse...

Não era pra menos...Afff...
Mas bem real!
Um beijo

8 de fevereiro de 2009 23:19
Lori e Elisandra disse...

Adorei.....Parabéns...esse texto ficou demais.....bem brasileiro mesmo....kkkkk......fiquei até com pena deles.....bjus Elis

9 de fevereiro de 2009 13:26
João Ribeiro disse...

Pô, pelo menos eles têm ainda sobre o que conversar... :-)

9 de fevereiro de 2009 15:33
angelica disse...

Amei !
Reflete a realidade de muitos relacionamentos... quando o tesão tira folga (forçadamente), ainda sobra a amizade, o diálogo, a cumplicidade...
E também a divisão de problemas, de contas, de filhos,...
bjkas,
Ana Angélica

11 de fevereiro de 2009 14:15
Sandro Aurélio disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk caralhoooooooooo, sensacional cara!

onde vc se inspirou?

14 de fevereiro de 2009 10:14
noticiasidiotas disse...

Nossa.. issoq eu vou ter qnd casado... vou ter q matar meu filho....

texto bem legal!

3 de março de 2009 18:20
Moderador█▄▄▄█▄▄▄█ disse...

Graças a essa mídia viciante (internet), é que temos algo de útil para passar aos outros. Parabéns pela iniciativa.

Visita e Comenta

www.bloggdoleao.blogspot.com

8 de março de 2009 00:44
Dário Souza disse...

O kamasutra do casamento..=D

1 de abril de 2009 21:23
Raiana Reis disse...

Kamasutra das relações cotidianas de um casal! rs Ah que se inventar... ainda bem que esse não calhou no dia dos namorados, visão bem realista que tentam esquecer nesse dia!
Parabéns mais uma vez mestre!

13 de junho de 2009 02:39
Canto do Lufa disse...

Moral da história - Use Camisinha.

Os problemas atrapalharam a noite de prazer do casal

27 de junho de 2009 00:20
Paloma. disse...

kkkkkkkkkkkk, "use camisinha"? pelo menos cada um tira a sua moral da história!

2 de julho de 2009 01:34
Renata disse...

Por falta de sexo, ao menos um papo...

17 de abril de 2011 16:02
Monique disse...

Incrivelmente real, não quero mais me casar. rs

11 de dezembro de 2011 01:26

Marcadores

3G (1) A Fábula do Pé Sujo (1) A Fábula do Pé Sujo. (1) A Lápide (1) A Tal da Portabilidade (1) A Unidos dos Dois na Sala (1) A Virada do Ano (1) aeromoça (1) aladin (1) Amor a primeira vista (2) amores impossíveis (1) ano novo (1) Arrumação (Em Cadeados) (1) As Cores Dela nas Paredes da Cabeça Dele (1) As Sereias da Estante (1) Assalto (1) assassinato (1) Até que a morte nos separe. (2) avião (1) Bacon (1) barrinha e cereal (1) Bonecas (2) Cabeça (1) cachorro (1) Cadê Deni”zs”e? (1) Caixa Preta (1) caos aéreo (1) carros (1) casa de malucos (1) cereser (1) Céu de Cereal (1) circo (1) Com Deus Só a Vista. (1) concurso (1) construir (1) conto (17) Conto de amor (1) Contos do Rio (4) Copa do Mundo (1) Copacabana (1) Coração Roubado (1) Cortazar (1) cronica (1) Crônica (1) Crônicas (1) desejo (1) Dia de Mãe (1) Dia dos Namorados (2) ditos (1) Do Frio e Branco Azulejo (1) Do Ponto de Vista da Inveja (2) Dos seus saltos (1) Encontros (1) engarrafamento (1) Engolir Palavras (1) espumante (1) Existe Vida após a Morte. (1) fantasia (1) farol (1) Fred (1) Fundo do Poço (1) gênio (1) Ginger (1) Hamburguer (1) humor (6) Idéias (1) Kama $utra (1) lâmpada (1) linchamento (1) luz no fim do túnel (1) Mãe (1) Mãe e Filha (1) manicômio (1) Maradona (1) Marias Chuteiras (1) Me acertou em cheiro (1) menage (1) Mentirinha (1) Mil e uma noites (1) Moleque de Rua (1) Musical (1) O Buraco (1) O Cão de olhos com brilho de diamantes (1) O Engolidor de Palavras (2) O Gênio Ombudsman (2) O Globo (1) O Homem que Não Queria Ir a Copa do Mundo (1) O Que Não é Mais Gente (1) O T da Questão (1) O Último Dia (1) obra (1) Obras (1) orelhão (1) Os cílios postiços dos postes da avenida (1) pão doce (1) Passatempo (1) Pensamento (1) pião (1) poema (7) poesia (6) Portabilidade (2) prosa (1) Quando Ela Perguntou a Ele se estava caindo (1) revertere ad locum tuum (1) rosquinha (1) Saindo do armário (2) Sobre a última Estação. poesia (1) soco (1) sonha-me (1) suruba (1) swing (1) Técnico de Futebol (1) tecnologia (1) Teu Esmalte (1) Teu jogo (1) Top Blog (1) Traição (1) troca de casal (1) trocando de mulher (1) Ursula Andrews (1) Vida (2) vida de cão (1) Vida de Operário (1) Vida. (1) Vingança na carne (1) violência (1)